Marido de cantora gospel assassinada confessa participação no crime

0
32

Ederlan Santos Mariano, esposo da cantora gospel Sara de Freitas Souza, de 35 anos, que foi encontrada morta na sexta-feira (27), foi detido na madrugada deste sábado (28) após admitir sua ligação com o crime. O caso ocorreu em Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador.

Segundo informações judiciais, Ederlan Mariano teve sua prisão temporária de 30 dias decretada, juntamente com um mandado de busca em sua residência. Nossa equipe jornalística está buscando contato com a defesa de Ederlan Mariano.

O pedido de prisão temporária, apresentado pelo delegado Euvaldo Costa, indicou que Ederlan Mariano demonstrou intenção de destruir potenciais evidências armazenadas no celular da vítima, prejudicando a investigação e obstruindo a aplicação da lei penal.

Sara Mariano foi vista pela última vez ao sair de sua casa em Valéria, Salvador, onde vivia com Ederlan e sua filha de 11 anos. Inicialmente, Ederlan relatou que a cantora havia ido a eventos religiosos, mas não especificou a igreja. Três dias após o desaparecimento, um corpo feminino foi encontrado parcialmente queimado em uma área de mata, à beira da BA-093, em Dias D’Ávila, e identificado pelo marido de Sara como sendo dela.

Um pastor, amigo da cantora, afirmou que não houve eventos em igrejas no município na data e horário mencionados por Ederlan Mariano.

Soraya Correia, irmã de Sara Mariano, divulgou um áudio em que a cantora revelava a intenção de seu marido de adquirir uma arma. Ela expressou sua determinação em terminar o relacionamento caso isso acontecesse.

Após a descoberta do corpo, a família de Sara Mariano manifestou luto, embora a confirmação policial ainda não tivesse sido feita. Soraya Freitas, irmã de Sara, questionou as informações iniciais fornecidas por Ederlan Mariano, que alegou desconhecimento sobre o local e o evento que sua esposa havia frequentado.

De acordo com Soraya, Sara havia mencionado à mãe, Dolores Freitas, que tomaria uma decisão importante no dia de seu desaparecimento, mas não havia especificado qual.

Sara Mariano, de 35 anos, era casada com Ederlan Mariano e tinham uma filha de 11 anos. O casal residia em Valéria, Salvador, e administrava a “TV Shalom,” um canal online com 256 mil inscritos, que produzia conteúdo voltado para o público evangélico. O trabalho artístico de Sara era gerenciado pelo marido.

Em sua última publicação, feita no mesmo dia de seu desaparecimento, Sara Mariano aparece cantando em uma igreja, onde os seguidores expressaram preocupação com seu desaparecimento. O marido alegou que os eventos eram organizados diretamente por ela e que, por isso, não sabia quem eram os responsáveis. Além disso, mencionou que o chip do celular dela foi desativado na noite de quarta-feira (25), dificultando o contato e as buscas.

Apesar das declarações iniciais de Ederlan Mariano, a mãe de Sara questionou sua falta de conhecimento sobre o paradeiro da esposa, levantando dúvidas sobre sua versão dos eventos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here