Operação da PF mira esquema de venda de vinho contrabandeado

0
25

Nesta quarta-feira (20), uma ação coordenada pela Polícia Federal, em parceria com a Receita Federal, desencadeou a Operação Estáfilo. A princípio, o objetivo é desarticular um esquema clandestino de venda de vinhos na região norte do estado do Rio de Janeiro. A ofensiva envolve o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão. Todos expedidos pela 2ª Vara Federal de Campos dos Goytacazes. A ação concentra-se na cidade de Macaé, revelando um comércio ilegal de proporções significativas.

Desvendando o Esquema

De acordo com as informações divulgadas pela Polícia Federal, os vinhos transacionados nesse esquema ingressavam no Brasil de maneira irregular, contornando os procedimentos de controle do Ministério da Agricultura. O modus operandi incluía a comercialização desses produtos por valores cerca da metade do praticado no mercado legal. A operação Estáfilo surge para desmantelar essa rede de contrabando, que não apenas prejudica o comércio legal, mas também compromete a segurança alimentar dos consumidores.

Mandados Cumpridos em Macaé

A ação policial se desdobra em cinco mandados de busca e apreensão, direcionados a endereços residenciais e comerciais na cidade de Macaé. A investigação, que apura os crimes de contrabando e associação criminosa, busca evidências que elucidem a extensão e os envolvidos nesse esquema ilegal de venda de vinhos.

Preços Irregulares e Desafios para o Mercado Legal

A prática de comercializar produtos contrabandeados por valores substancialmente inferiores aos praticados legalmente gera distorções no mercado, afetando a concorrência justa e prejudicando os negócios legítimos. Além disso, a entrada irregular desses produtos coloca em risco a saúde pública, uma vez que não passam pelos controles de qualidade e fiscalização dos órgãos competentes.

Operação Estáfilo: Uma Referência Mitológica

O nome da operação, Estáfilo, é uma referência direta ao filho de Dioniso, o Deus do Vinho na mitologia grega. Na mitologia, Estáfilo está associado ao universo do vinho. Assim, a operação busca desvendar e interromper as atividades ilegais relacionadas a esse precioso produto.

A Polícia Federal está empenhada em coibir práticas ilícitas que comprometem a legalidade e a segurança em diferentes setores da economia. A Operação Estáfilo é mais um passo nesse compromisso, visando resguardar a integridade do mercado e proteger os consumidores de produtos que não atendem aos padrões regulatórios.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here