Estudo revela estranha relação entre gatos e esquizofrenia

0
26

Uma recente análise envolvendo 17 estudos conduzidos ao longo dos últimos 44 anos revelou uma possível associação entre os tutores de gatos e um aumento no risco de distúrbios relacionados com esquizofrenia. Publicado na revista Schizophrenia Bulletin, o estudo ressuscitou uma teoria inicialmente proposta em 1995. A princípio, sugere a exposição ao parasita Toxoplasma gondii como um possível desencadeador.

O T. gondii, frequentemente transmitido por carne mal cozida, água contaminada ou contato com gatos infectados. De acordo com o estudo, pode infiltrar-se no sistema nervoso central humano. Ao mesmo tempo, influenciando neurotransmissores e desencadeando distúrbios psicológicos.

Quem convive com gatos tem o dobro de chances de ter esquizofrenia

A revisão abordou uma associação positiva significativa entre a posse geral de gatos e um aumento do risco de distúrbios esquizofrênicos. Mesmo após ajustes para vários fatores, a análise indicou que indivíduos expostos a gatos tinham aproximadamente o dobro de chances de desenvolver esquizofrenia, conforme relata o Science Alert.

No entanto, é crucial observar que a pesquisa não fornece uma conclusão definitiva. Dos 17 estudos analisados, 15 eram estudos de caso-controle. Dessa forma, tornam-se incapazes de estabelecer causa e efeito conclusivos. Muitas vezes desconsiderando fatores que poderiam influenciar tanto a exposição quanto o resultado. A qualidade dos estudos variou, com alguns sendo considerados de baixa qualidade, enquanto outros indicavam que as associações poderiam ser resultado de fatores que influenciam os resultados.

O período específico de exposição a gatos permanece incerto. Embora um estudo não tenha encontrado uma associação significativa entre a posse de gatos antes dos 13 anos e o desenvolvimento posterior de esquizofrenia, um período específico (dos 9 aos 12 anos) demonstrou uma ligação significativa.

Outro estudo nos EUA, envolvendo 354 estudantes de psicologia, não encontrou uma conexão direta entre a posse de gatos e pontuações de esquizotipia. Contudo, achou pontuações mais altas em indivíduos que haviam sido mordidos por gatos.

Os pesquisadores reconhecem a necessidade de uma investigação mais aprofundada para estabelecer interpretações conclusivas. Os resultados destacam uma relação complexa e ainda não totalmente compreendida entre a posse de gatos e a saúde mental. Dessa forma, mostra a importância de pesquisas futuras nessa área.

Foto: Freepik

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here