Onda de Calor: Paraíba registra aumento de até 34% no consumo de água

0
23

A Paraíba está enfrentando uma forte onda de calor que tem elevado o consumo de água no estado. Segundo a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), o crescimento foi de aproximadamente 34% em Campina Grande e de 30% em João Pessoa, somente no mês de outubro. A Cagepa alerta que as altas temperaturas podem causar desabastecimento momentâneo em várias áreas e, por isso, pede apoio da população para evitar o desperdício.

Por que o calor aumenta o consumo de água?

O calor aumenta o consumo de água por vários motivos. Um deles é a maior necessidade de hidratação das pessoas e dos animais, que bebem mais água para se refrescar e repor os líquidos perdidos pelo suor. Outro motivo é o uso mais frequente de chuveiros, torneiras, mangueiras e piscinas, que consomem muita água para proporcionar alívio térmico. Além disso, o calor também faz com que as plantas percam mais água pela transpiração, exigindo mais regas.

Como o calor afeta o abastecimento de água?

O calor afeta o abastecimento de água de duas formas principais. A primeira é que o aumento do consumo de água sobrecarrega o sistema de produção e distribuição da Cagepa, que pode não dar conta de atender a demanda atípica. A segunda é que o calor também provoca a evaporação da água dos reservatórios, reduzindo a disponibilidade hídrica nos mananciais.

De acordo com o diretor de Operação e Manutenção da Cagepa, Thiago Pessoa, a maior parte dos reservatórios do estado está cheia e o sistema de produção normalizado. No entanto, a elevação brusca do uso de água devido aos recordes de temperatura pode provocar suspensões temporárias no fornecimento. “Apesar de termos disponibilidade hídrica nos mananciais, agora lidamos com o consumo elevado de água, que é justificado pela necessidade dos paraibanos diante do forte calor. Esse aumento repentino tem sobrecarregado o sistema”, explicou.

Como economizar água no dia a dia?

Economizar água no dia a dia é uma atitude simples, mas que faz muita diferença para o meio ambiente e para o abastecimento de água. Além de contribuir para a preservação dos recursos hídricos, economizar água também ajuda a reduzir o valor da conta de água no final do mês. Veja algumas dicas de como economizar água no cotidiano:

  • Tome banhos rápidos e feche o chuveiro enquanto se ensaboa.
  • Escove os dentes e faça a barba com a torneira fechada.
  • Use a descarga do vaso sanitário somente quando necessário e evite jogar lixo no vaso.
  • Lave a louça com a torneira fechada e aproveite a água da lavagem para regar as plantas.
  • Lave as roupas na máquina de lavar somente quando tiver uma carga completa e reutilize a água do enxágue para limpar o quintal ou o carro.
  • Regue as plantas no início da manhã ou no final da tarde, quando o sol está mais fraco e a evaporação é menor.
  • Evite lavar o carro com mangueira e prefira usar um balde e um pano úmido.
  • Mantenha a piscina coberta quando não estiver em uso e trate a água para evitar trocas frequentes.
  • Conserte vazamentos e torneiras pingando o mais rápido possível.
  • Instale dispositivos de economia de água, como arejadores, redutores de vazão e válvulas de descarga de duplo acionamento.

Como denunciar furtos e ligações clandestinas de água?

Outro fator sensível que prejudica ainda mais a oferta de água são os furtos e ligações clandestinas de água. Essas práticas ilegais retiram pressão do sistema e podem reduzir a oferta em algumas regiões. Além disso, elas também causam prejuízos financeiros para a Cagepa e para os consumidores que pagam regularmente pela água.

A Cagepa está intensificando as fiscalizações para coibir essas práticas, que são consideradas crime, segundo o artigo 155 do Código Penal Brasileiro. A pena é de reclusão, de 1 a 4 anos, e multa. A pessoa que furta água da Cagepa está também furtando esse bem de toda a população, e pode responder criminalmente.

Se você souber de algum caso de furto ou ligação clandestina de água, você pode denunciar pelo telefone 115, pelo aplicativo Cagepa Mobile ou pelo site da Cagepa. A denúncia é anônima e ajuda a combater a irregularidade e a garantir o abastecimento de água para todos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here