Caso Mariana Thomaz: Johannes Dudeck é condenado a 32 anos de prisão

0
27

O júri popular do caso Mariana Thomaz decidiu condenar a 32 anos de prisão Johannes Dudeck, que cometeu feminicídio e estupro contra a estudante de medicina, em março de 2022.

O juiz responsável é o magistrado Antônio Ribeiro Gonçalves Júnior, e os jurados foram definidos por sorteio realizado no início da sessão. O júri popular começou por volta das 9h15 da manhã, formado por três homens e quatro mulheres, no Fórum Criminal de João Pessoa após dois adiamentos solicitados pela defesa. 

Julgamento

O julgamento aconteceu após duas solicitações de adiamentos realizadas pela defesa do réu. Seis testemunhas foram ouvidas na audiência, três de acusação indicadas pelo Ministério Público e três testemunhas indicadas pela defesa. Na sequência, o réu foi interrogado, mas decidiu não responder aos questionamentos do Ministério Público.

Por fim, a sentença se fixou na pena restritiva de liberdade por 32 anos. O crime foi tipificado em feminicídio qualificado por estupro, fato que influenciou no aumento da pena sentenciada.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here