Renegociação do Fies: saiba como aproveitar descontos de até 100%

0
76
Candidatos chegam para o primeiro dia de provas do ENEM 2021 em Brasília

Você está com dívidas no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e não sabe como sair dessa situação? Então, temos uma boa notícia para você: a partir desta terça-feira (7), cerca de 1,2 milhão de estudantes ou formados inadimplentes com o Fies podem renegociar as dívidas com até 99% de desconto. Isso mesmo, você não leu errado: até 99% de desconto!

Essa é uma oportunidade única para você regularizar sua situação com o programa que financia cursos superiores em instituições privadas. A renegociação especial foi anunciada na semana passada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e publicada nesta segunda-feira (6) em resolução em edição extraordinária do Diário Oficial da União.

Mas, atenção: essa renegociação tem prazo e condições específicas. Por isso, neste post, vamos explicar tudo o que você precisa saber para aproveitar essa chance e ficar em dia com o Fies. Confira!

Como funciona a renegociação do Fies?

A renegociação do Fies é um processo que permite ao devedor alterar as condições de pagamento do financiamento, como prazos, juros e parcelas. A renegociação pode ser feita a qualquer momento, desde que o devedor esteja com as prestações em dia ou com até 90 dias de atraso.

No entanto, a renegociação especial que está em vigor agora é diferente. Ela vale para os contratos assinados até o fim de 2017 e com débitos em atraso em 30 de junho de 2023. Essa categoria ganhou uma renegociação nos moldes das transações tributárias, tipo de parcelamento especial com a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Os débitos poderão ser renegociados em condições especiais no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. O devedor deve procurar a agência do banco responsável pelo financiamento.

Quais são as vantagens da renegociação do Fies?

As vantagens da renegociação do Fies são muitas. A principal delas é o desconto que pode chegar a até 99% do valor consolidado da dívida, incluindo o valor principal. Isso significa que você pode quitar seu financiamento pagando apenas uma fração do que deve.

Além disso, a renegociação do Fies permite que você:

  • Evite a inscrição do seu nome no cadastro de inadimplentes, como o Serasa e o SPC;
  • Evite a cobrança judicial da dívida, que pode resultar na penhora de bens e bloqueio de contas;
  • Recupere o crédito no mercado e possa fazer novos financiamentos ou empréstimos;
  • Fique em dia com o programa e possa solicitar novos benefícios, como o aditamento ou a suspensão do contrato.

Quem pode aderir à renegociação do Fies?

Não apenas pessoas inadimplentes poderão renegociar. Qualquer cidadão terá direito a refinanciar o Fies em condições vantajosas, mesmo quem estiver com as parcelas em dia.

Os maiores descontos, no entanto, virão para estudantes com contratos assinados até o fim de 2017 e com débitos em atraso em 30 de junho de 2023. Essa categoria ganhará uma renegociação especial nos moldes das transações tributárias, tipo de parcelamento especial com a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.

Os estudantes que poderão aderir à transação foram divididos em três categorias, conforme a tabela abaixo:

Categoria Condição Desconto Forma de pagamento
1 Débitos vencidos e não pagos por mais de 90 dias em 30 de junho de 2023 Até 100% sobre encargos (juros e multas) e 12% sobre o valor financiado pendente Pagamento à vista ou parcelamento em até 150 prestações mensais e sucessivas
2 Débitos vencidos e não pagos por mais de 360 dias em 30 de junho de 2023, inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) ou que tenham sido beneficiários do Auxílio Emergencial 2021 Até 99% do valor consolidado da dívida, incluindo o valor principal Liquidação integral do saldo devedor em até 15 prestações mensais e sucessivas
3 Débitos vencidos e não pagos por mais de 360 dias, em 30 de junho de 2023, fora do CadÚnico e do Auxílio Emergencial 2021 Até 77% do valor consolidado da dívida, incluindo o valor principal Liquidação integral do saldo devedor em até 15 prestações mensais e sucessivas

Como aderir à renegociação do Fies?

Para aderir à renegociação do Fies, você deve seguir os seguintes passos:

  • Acessar o site do Fies e fazer o login com o seu CPF e senha;
  • Escolher a opção “Renegociação” e verificar se o seu contrato é elegível à transação especial;
  • Ler e aceitar os termos e condições da renegociação;
  • Escolher a modalidade de pagamento (à vista ou parcelado) e o valor do desconto;
  • Gerar o Documento de Arrecadação (DARF) ou o boleto bancário para o pagamento da primeira parcela ou da parcela única;
  • Procurar a agência do banco responsável pelo financiamento e apresentar o comprovante de pagamento e os documentos solicitados;
  • Assinar o termo aditivo do contrato de financiamento.

Qual é o prazo para aderir à renegociação do Fies?

O prazo para aderir à renegociação do Fies é até o dia 31 de dezembro de 2023. Portanto, não perca tempo e aproveite essa oportunidade para quitar sua dívida com o programa e garantir seu futuro profissional.

Lembre-se de que essa é uma renegociação especial e que pode não se repetir. Por isso, não deixe para depois e faça já a sua adesão.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here