Antivacina, atriz Elizângela morre de complicações da Covid-19

0
228

A atriz Elizângela do Amaral Vergueiro, conhecida apenas como Elizângela, faleceu na última sexta-feira (3), aos 68 anos de idade, por complicações da Covid-19. Ela tinha uma postura antivacina por não acreditar na eficácia do imunizante.

Ela sofreu uma parada cardiorrespiratória, foi atendida pelo Samu e levada ao Hospital Municipal José Rabello de Mello, em Guapimirim (RJ), mas não resistiu. A Prefeitura de Guapimirim lamentou a morte da consagrada atriz, que já havia sido internada na mesma unidade em 2022, por complicações da covid-19.

Carreira desde a infância

Elizângela era uma das atrizes mais queridas e talentosas da televisão brasileira. A princípio, sua carreira começou aos 7 anos de idade na TV Excelsior. Ela se destacou como apresentadora do programa Essa Gente Inocente, que revelou diversos artistas mirins, e como protagonista de novelas de sucesso da Rede Globo, como Pecado Capital, Jogo da Vida, Roque Santeiro, Pedra sobre Pedra, O Clone, Força do Querer e A Dona do Pedaço. Ela também atuou em outras emissoras, como TV Manchete e Rede Record, além de participar de peças teatrais e filmes. Seu primeiro longa-metragem, Quelé do Pajeú, lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz Revelação no Festival de Cinema de Santos, em 1969.

Além da atuação, Elizângela também se aventurou na música, gravando um disco em 1978, que teve como grande sucesso a canção Pertinho de Você, que ficou entre as mais tocadas do Brasil na época.

Contra a vacinação

Elizângela era uma das personalidades que se posicionavam contra a vacinação contra a covid-19, alegando que não confiava na eficácia e na segurança dos imunizantes. Ela chegou a declarar em uma entrevista que preferia “morrer de covid do que tomar a vacina”. Infelizmente, ela acabou contraindo o vírus em 2022, e ficou com sequelas respiratórias que podem ter contribuído para o seu falecimento.

A morte de Elizângela é mais um triste exemplo da importância da vacinação para a prevenção e o combate à pandemia, que já vitimou mais de 600 mil pessoas no Brasil. A vacina é a única forma de proteger a si mesmo e aos outros da covid-19. A vacina é segura, eficaz e gratuita, e todos devem se vacinar assim que possível. Não deixe de se vacinar, e de incentivar seus familiares e amigos a fazerem o mesmo. A vacina salva vidas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here