Nordeste é a região do país com mais casos de choque elétrico

0
46
eletricidade

No Brasil, a eletricidade continua sendo uma grande preocupação em termos de segurança. No ano passado, foram registrados 2.089 acidentes elétricos, segundo o Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica, realizado pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos de Eletricidade (Abracopel). Desse número, 29,5% ocorreu na região Nordeste. Ao mesmo tempo, esses acidentes incluem choques elétricos, incêndios e raios, e resultaram em 781 mortes.

O Impacto dos Choques Elétricos

Os acidentes por choque elétrico são alarmantes, com 674 ocorrências no ano passado. A região Nordeste lidera esse triste ranking, com 291 acidentes, representando 29,5% do total nacional. Em seguida, vêm as regiões Sul (233 casos), Sudeste (189 casos), Centro-Oeste (146 casos) e Norte (127 casos). Em termos de óbitos, o Nordeste também está no topo, com 218 mortes, seguido pelo Sul (136), Sudeste (118), Centro-Oeste (94) e Norte (108).

Aumento nas Fatalidades

Vinicius Ayrão Franco, presidente da Abracopel, destacou uma preocupação crescente: “O número de registros de mortes por choques elétricos, que em 2022 tinha diminuído, voltou a aumentar, crescendo 13,7% em relação ao ano anterior.” Embora o período acumulado de cinco anos (2019-2023) tenha mostrado uma leve redução de 3,3% nas fatalidades, houve um aumento de 7,2% no número total de acidentes, o que indica que os riscos continuam altos.

Dispositivo Diferencial Residual (DR): Uma Solução Subutilizada

O Dispositivo Diferencial Residual (DR), que é obrigatório pela norma NBR 5410, é utilizado em apenas 27% das edificações no Brasil. Esse dispositivo é crucial para prevenir choques elétricos, mas a falta de fiscalização e de conscientização dificulta sua implementação. Fabio Amaral, sócio-diretor da Engerey, enfatiza a importância do DR: “As pessoas devem estar atentas também à utilização do DR em instalações elétricas, juntamente com a presença de sistemas de aterramento funcionais e condutores de proteção (fio terra). Esses são elementos essenciais para garantir a segurança mínima necessária em instalações elétricas de baixa tensão.”

Segurança em Primeiro Lugar

Para prevenir acidentes elétricos, é fundamental seguir algumas medidas de segurança:

  • Desligue a fonte de alimentação antes de fazer reparos ou manutenções.
  • Use equipamentos de proteção individual (EPIs) adequados.
  • Garanta que as instalações elétricas estejam em boas condições.
  • Evite o contato com água ao manusear aparelhos elétricos.
  • Nunca sobrecarregue as tomadas.

Em caso de choque elétrico, é crucial buscar ajuda médica imediatamente e evitar tocar na pessoa enquanto ela estiver em contato com a corrente elétrica.

Conclusão

A segurança elétrica é uma questão de extrema importância que precisa ser tratada com seriedade. A implementação de dispositivos de proteção, como o DR, e a conscientização sobre práticas seguras podem salvar vidas. A redução de acidentes elétricos depende de um esforço conjunto entre a população, autoridades e profissionais da área elétrica.

Compartilhe este post para ajudar a aumentar a conscientização sobre a importância da segurança elétrica e as medidas preventivas que todos podemos tomar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here