Estudo liga AVC e ataque cardíaco a suplementos de vitamina

0
35

Um estudo publicado na Nature Medicine trouxe à tona uma descoberta que acende um alerta. O ácido nicotínico, conhecido como vitamina B3 e frequentemente encontrado em suplementos “anti-envelhecimento”, está associado a um maior risco de AVC e doenças cardiovasculares.

A pesquisa, que envolveu mais de 3.000 adultos na América do Norte e na Europa, acompanhou eventos cardíacos como ataques cardíacos e AVCs ao longo de três anos. Os resultados revelaram que os participantes com níveis elevados de um metabolito chamado 4PY tinham cerca de 60% mais probabilidade de enfrentar problemas cardíacos.

O ácido nicotínico é uma vitamina natural encontrada em alimentos como peixes gordos, carne de vaca e frango, bem como em alimentos transgênicos e suplementos vitamínicos. No entanto, a presença elevada do metabolito 4PY na corrente sanguínea indica a decomposição excessiva do ácido nicotínico pelo corpo, o que pode causar inflamação nos vasos sanguíneos, contribuindo assim para o desenvolvimento de doenças cardíacas.

Perigos potenciais dos suplementos

Os pesquisadores alertam para os perigos potenciais de níveis elevados de ácido nicotínico no corpo. Seja através de alimentos fortificados ou do consumo de suplementos populares, muitas vezes promovidos por suas propriedades anti-envelhecimento.

Essa descoberta destaca a importância de um consumo consciente de suplementos e uma dieta equilibrada. Além disso, mostra a necessidade de mais pesquisas sobre os efeitos do ácido nicotínico na saúde cardiovascular. Ficar atento aos riscos associados a determinados nutrientes é essencial para garantir uma vida longa e saudável.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here