Brasil registra aumento na produção industrial

0
52

A produção da indústria brasileira apresentou um crescimento significativo de 0,5% em novembro de 2023 em relação ao mês anterior. Dessa forma, marca a quarta taxa positiva consecutiva. Os dados, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) por meio da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) nesta sexta-feira (5), revelam um panorama encorajador para o setor.

Desempenho Mensal

O setor industrial mostrou resiliência, registrando variações positivas de 0,1% em outubro, 0,1% em setembro e 0,2% em agosto. Essa tendência ascendente confirma uma trajetória de recuperação nos últimos meses.

Comparação Anual e Acumulada

Na comparação com novembro de 2022, a indústria brasileira registrou um aumento de 1,3%, marcando a quarta alta consecutiva nessa métrica. Apesar desses resultados promissores, a análise acumulada revela uma variação de 0,1% nos primeiros 11 meses de 2023. No acumulado de 12 meses, a produção industrial permanece estável.

Desafios Persistentes

Apesar do saldo positivo de 0,9% nos últimos quatro meses, o setor industrial ainda enfrenta desafios, permanecendo 0,9% abaixo do patamar pré-pandemia, em fevereiro de 2020, e 17,6% abaixo do ponto mais elevado da série histórica em maio de 2011, conforme destaca André Macedo, gerente da pesquisa.

Atividades em Destaque

Dentre as 25 atividades industriais pesquisadas, treze apresentaram aumento na produção em novembro. Os setores de indústrias extrativas (3,4%) e produtos alimentícios (2,8%) lideraram esse crescimento. As indústrias extrativas foram impulsionadas pela extração de petróleo e minério de ferro, enquanto alimentos como açúcar, derivados de soja e carnes bovinas foram os principais contribuintes para o crescimento no setor alimentício.

Variações por Segmento

Entre as quatro grandes atividades econômicas da indústria, bens de consumo semi e não duráveis (0,2%) e bens intermediários (1,6%) apresentaram crescimento em novembro. No entanto, bens de capital, como máquinas e equipamentos (-1,7%), e bens de consumo duráveis (-3,3%) experimentaram quedas.

Em resumo, os números positivos na produção industrial brasileira em novembro indicam uma recuperação gradual do setor. A constância nas taxas positivas e o desempenho em algumas atividades específicas sinalizam um horizonte promissor, embora desafios persistam. O acompanhamento cuidadoso desses indicadores será essencial para avaliar o ritmo e a sustentabilidade dessa recuperação nos próximos meses.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here