Larissa Manoela se casa com André Frambach e mãe é indiciada por racismo

0
77

Larissa Manoela e André Luiz Frambach: Casamento Celebrado em Amor e Controvérsia

A aclamada atriz Larissa Manoela, 22, e o ator André Luiz Frambach, 26, uniram-se em matrimônio em uma cerimônia íntima. O casal, que fez o anúncio de seu noivado há um ano, compartilhou a alegria do grande dia nas redes sociais na tarde de segunda-feira (18). “Estamos simplesmente destinados a ser”, expressaram em uma postagem emocionante.

Para a ocasião, Larissa escolheu um vestido curto e jovial, enquanto André optou por um terno branco de estilo casual. Mensagens de amor e felicitações de fãs, amigos e celebridades inundaram a publicação do casal. “Todo amor e proteção do mundo para vocês. Sejam felizes sempre”, desejou Maísa, enquanto a cantora Lexa acrescentou: “Ah, que lindos”. Confira:

O Caminho do Amor de Larissa e André

O casal assumiu seu relacionamento em julho de 2022 e confirmou o noivado no final do mesmo ano durante uma viagem a Fernando de Noronha. “Noivos! A vida é feita de ciclos e agora começamos mais um”, declarou Larissa na época.

 

Controvérsia: Indiciamento da Mãe de Larissa Manoela por Racismo Religioso

Em uma reviravolta chocante, a Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou Silvana Jesus Taques Elias dos Santos, mãe de Larissa Manoela, por racismo religioso contra André Luiz Frambach no último dia 30. A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa do Estado do Rio registrou uma notícia-crime que iniciou a investigação.

Prints de conversas entre Larissa e sua mãe vazaram após a participação da atriz em uma entrevista na TV em agosto. Em uma das mensagens, escrita na noite de Natal do ano passado, Silvana teria escrito: “Esqueci de te desejar… Que você tenha um ótimo natal aí com todos os guias dessa família macumbeira. Kkkkkkkkkk”.

Em depoimento à polícia, André Luiz afirmou que ele e Larissa decidiram expor as mensagens com uma “tarja preta” na parte em que a mãe de Larissa se referia à família dele. Ele também esclareceu que não se sentiu ofendido ou discriminado religiosamente e, portanto, não desejava prosseguir com a investigação.

Giselle de Faria Pfaltzgraff e Paulo Henrique Franbach, pais de André, que também prestaram depoimento, afirmaram ser espíritas e não se sentiram ofendidos com a mensagem. Larissa Manoela obteve uma liminar para não comparecer à delegacia, e Silvana também não prestou depoimento. A defesa da mãe pediu o arquivamento do inquérito, mas a 37ª Vara Criminal da Comarca da Capital negou o pedido.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here