Morte de peixes liga o alerta para o consumo de água do Rio São Francisco

0
49

A população de Juazeiro, no norte da Bahia, está sofrendo com a falta de água potável após a mortandade de peixes no rio São Francisco, ocorrida no último final de semana. A princípio, a prefeitura informou que a análise laboratorial, divulgada ontem, indicou que a água do rio ainda não está própria para consumo e que as comunidades estão sendo abastecidas com carros-pipa.

O caso também está sendo investigado pela Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), que reúne 40 órgãos das esferas federais, estaduais e municipais, em sua 48ª edição na região do rio São Francisco. Ao mesmo tempo, os técnicos da FPI coletaram amostras de água e de peixes mortos para identificar a causa e os responsáveis pelo problema.

Falta de oxigenação

Uma das hipóteses é que houve falta de oxigenação na água, provocando a asfixia dos peixes. Outra possibilidade é que algum poluente tenha sido lançado no rio, contaminando a água e a fauna. A equipe da FPI esteve na região de Maniçoba, onde o riacho Boqueirão deságua no São Francisco, e constatou que a água apresentava uma coloração escura e um odor forte.

De acordo com o engenheiro sanitarista e coordenador da Equipe Saneamento I, Felipe Pereira, as equipes já têm uma linha de trabalho. “Algum poluente está sendo levado por esse curso da água até o rio São Francisco. Isso é sinal de alerta muito forte para os cuidados com a qualidade da água que está sendo entregue às famílias”.

A Defesa Civil de Juazeiro também está participando dos trabalhos e tem abastecido as comunidades das regiões de Itamotinga, Maniçoba, Juremal e Caraíba com carros-pipa. Ontem, o município solicitou à Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) ajuda comunitária à população afetada.

A FPI tem cerca de 300 integrantes e atua em diversas áreas, como saneamento, recursos hídricos, fauna, flora, patrimônio cultural, mineração, agrotóxicos, entre outras. O objetivo é prevenir e combater os danos ambientais e sociais na região do rio São Francisco, que é um dos mais importantes do Brasil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here