Indígenas são um terço dos defensores de direitos humanos assassinados – 14/06/2023

0
13

[ad_1]

Esta é a versão online da newsletter Pra Começar o Dia enviada hoje (14). Quer receber antes o boletim e diretamente no seu email? Clique aqui. Os assinantes UOL ainda podem receber dez newsletters exclusivas toda semana.

********

Crimes no garimpo e grilagem. No Brasil, três defensores de direitos humanos foram mortos a cada mês, em média, considerando as 169 execuções ocorridas entre 2019 e 2022. O estudo das entidades Justiça Global e Terra de Direitos mapeou 1.171 violações de direitos humanos no período. Entre eles, os indígenas assassinados correspondem a 29,6% dos defensores mortos, sendo que de 2021 a 2022 o número quase dobrou, de 10 para 17 casos.

Entre os motivos para tantas mortes estão a mineração em territórios indígenas, e as ações de grileiros e fazendeiros. Os criminosos usam armas de fogo: a maior parte dos assassinatos ocorreu com um tiro ou múltiplos tiros. Maranhão e Mato Grosso do Sul são os estados com maior número de mortes violentas de líderes indígenas.

Lojas de carros bombando. A Fenabrave informou na terça (13) que o movimento nas concessionárias de automóveis chegou a mais do que triplicar durante a primeira semana de descontos patrocinados pelo governo federal. Consulta da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores junto a 54 filiadas mostra que o movimento aumentou sobretudo nas concessionárias que representam marcas com maior número de modelos de entrada, isso porque os incentivos (os descontos de 1,6% a 11,6%) são concedidos a carros que custam, no máximo, R$ 120 mil.

“Os recursos devem acabar rapidamente, o que mostra como a população estava ávida por uma oportunidade dessas”, diz o presidente da Fenabrave, José Maurício Andreta Jr. O colunista do UOL José Paulo Kupfer escreve que o governo Lula parece estar vivendo uma virada positiva, mas ao mesmo tempo corre para empurrar a economia, em ações como o programa Desenrola e obras de infraestrutura, a partir de julho, com ampliação do Minha Casa, Minha Vida. O melhor, na economia, em 2023, já ficou para trás, diz Kupfer.

Ministros petistas sob ataque. As cobranças sobre a primeira reforma ministerial do governo Lula já duram dias. Para Kennedy Alencar, o presidente da Câmara quer tirar poder do PT. Arthur Lira (PP-AL) abriu fogo contra dois ministros petistas, Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e Rui Costa (Casa Civil). “Rui Costa está se revelando um péssimo articulador político, apesar da fama de bom gerente”, afirmou o colunista no programa Análise da Notícia.

Na terça (13), Lula estreou a live semanal Conversa com o Presidente, apresentada pelo jornalista Marcos Uchôa. A Secom (Secretaria de Comunicação Social) entende que o presidente é o melhor comunicador do governo e planeja investir no tom informal, num bate-papo que destaque as ações de governo e temas pessoais do presidente, por exemplo, o futebol. “O futebol brasileiro não está bem, a gente já não é mais o melhor futebol do mundo”, disse Lula na estreia.

História real de agentes ultrassecretos. Autoridades brasileiras terão que decidir para onde vai o russo suspeito de espionagem Sergey Cherkasov, preso no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, em 2022. Por 12 anos, ele fingiu ser um brasileiro nato. Gostava até de forró. Comprou apartamento em Cotia (SP) e, sobre o português com sotaque, dizia que foi criado na Argentina. Antes de morar no Brasil, vivia em Kaliningrado, na Rússia, a serviço da maior agência de inteligência do país. E tinha grandes planos, trabalhar no Tribunal de Haia, com acesso a documentos sigilosos.

Os Estados Unidos também querem a prisão de Sergey, as autoridades norte-americanas já pediram ao Brasil a sua extradição, alegando espionagem e crimes financeiros. Ao Supremo Tribunal Federal, o russo afirmou que pretende retornar ao seu país natal e cumprir pena por lá, informa reportagem de TAB.

Tatu-bola-da-caatinga, o retorno. A Reserva Natural Serra das Almas, em Crateús, no Ceará, abriga grande parte das espécies da Caatinga. Nos últimos 20 anos, a fauna foi retomando seu espaço, incluindo quatro espécies de felinos do bioma: onça parda, jaguatirica, gato-mourisco e gato-do- mato-pequeno. Mas a grande surpresa da biodiversidade ali foi o reaparecimento de um símbolo do semi-árido brasileiro, o tatu-bola-da-caatinga, que estava sumido no Ceará havia 15 anos.

O bicho pequeno de enormes garras sofreu muito com a caça e a perda do habitat para atividades de mineração. Está “em perigo” em alguns pontos do país, segundo o Instituto Chico Mendes, e “criticamente ameaçado” no Ceará. Reportagem de Ecoa descreve o raro momento, num dia de inverno do ano passado, em que o biólogo Samuel Portela finalmente conseguiu enxergar e filmar um tatu-bola farejando no chão, procurando comida. O pesquisador passou anos aguardando o reencontro, percorreu até cânions na busca.

Telão de 110 polegadas e 4 programas. Além de muito cara, a televisão de R$ 1 milhão que a Samsung começa a vender no Brasil é tão especial que não basta querer, ter dinheiro e sair comprando. Precisa encomendar e receber os técnicos da empresa para avaliar o local da instalação, que deve ser espaçoso, com parede que suporte o peso de 110 kg, e ainda um disjuntor exclusivo para o aparelho.

Na parede, as dimensões serão de um telão com 1,3m de altura por 2,4m de largura. Para quem assiste, a empresa recomenda a distância confortável da tela de 2,5 metros ou mais, afinal são 110 polegadas para os olhos captarem. A tecnologia por trás do display é microled. “Pense em pontos de luz microscópicos, que atingem alto nível de brilho e cor”, escreve Guilherme Tagiaroli em Tilt. A TV exibe imagens em 4K e usa inteligência artificial para melhorar a resolução de conteúdos. O sistema Tizen permite assistir a até quatro programas simultaneamente.



[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here