Loteamento clandestino gerou R$ 127 milhões para facção criminosa, diz MP – 12/06/2023

0
6

[ad_1]

Esta é a versão online da newsletter Pra Começar o Dia enviada hoje (12). Quer receber antes o boletim e diretamente no seu email? Clique aqui. Os assinantes UOL ainda podem receber dez newsletters exclusivas toda semana.

********

Crime ambiental e corrupção. Na cidade de Cotia (SP), em área de preservação ambiental, um loteamento clandestino no Parque das Nascentes gerou receita de R$ 127 milhões para o PCC (Primeiro Comando da Capital). O cálculo é do Ministério Público do Estado de São Paulo, relata o colunista Josmar Jozino.

A quadrilha agiu entre os anos de 2018 e 2022, segundo o Gaeco, e era composta por 13 pessoas, incluindo dois advogados, um policial militar ambiental e outros agentes públicos cooptados para o crime organizado. Eles tiveram a prisão preventiva decretada em 2022 e agora são réus. A venda dos lotes divididos e demarcados envolvia um invasor de terras, uma cooperativa e uma imobiliária.

Terra arrasada. O Brasil contabilizou 6,6 milhões de hectares desmatados ao longo dos anos do governo Bolsonaro, informa Carlos Madeiro. A área é gigante, bem maior que a área total do estado do Rio de Janeiro, equivalente a 150% do estado do Rio.

Os números foram divulgados pela plataforma MapBiomas nesta segunda (12). Os maiores aumentos no desmatamento ocorreram na Amazônia e Cerrado.

Junho de 2013 não acabou. Para o colunista Reinaldo Azevedo, as chamadas Jornadas de Junho de 2013 foram um movimento anti-institucional, “um marco inicial de coisas que não foram muito boas para a democracia brasileira e que resultaram na eleição de Jair Bolsonaro em 2018”. Nesse movimento contra as instituições, ele enxerga uma linha de continuidade entre o que ocorreu dez anos atrás em várias cidades brasileiras e a tentativa de golpe contra a eleição do presidente Lula em janeiro de 2023. Veja a entrevista que o colunista concedeu a TAB.

Também o professor Marcos Nobre, da Unicamp, acredita que aquele junho de 2013 continua acontecendo e abriu espaços, mais tarde, para a ascensão da extrema-direita no Brasil. A antropóloga Lilia Schwarcz estava dando aulas em Princeton (EUA) na época, mas retornou para entender “que vertigem era aquela”. A partir de 2014, Lilia enxerga um agenciamento político dos movimentos na rua por grupos retrógrados. A reportagem de TAB compôs um painel de análises sobre o levante urbano que encurralou os governantes e mexeu com a democracia.

Embarque nas cartas para namorar. Pessoas que desejam muito se expressar por escrito, mas ainda não sabem escrever, vão ter uma chance de mandar cartas apaixonadas nesta segunda (12), Dia dos Namorados, em São Paulo, no Terminal Metropolitano Santo André. A jornalista e advogada Ivy Farias vai estar a postos para ajudar na escrita, traduzindo os sentimentos em palavras, atendendo quem passar pelo local, relata o colunista Jamil Chade.

A iniciativa é uma parceria da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) com o Núcleo de Estudo e Pesquisa em Sociopsicodrama. Todos os dias, a EMTU transporta 1,8 milhão de passageiros em cinco regiões de São Paulo. Se você está disposto a uma missão romântica nessa segunda, aqui tem 15 mensagens de “Bom dia, amor” que podem inspirá-lo.

Provas (de vida) da sabedoria indígena. Elas estavam magras, desidratadas e sofrendo com feridas e picadas de mosquitos, mas não corriam risco de morte. Aos poucos vão chegando informações assombrosas sobre as quatro crianças indígenas resgatadas pelas Forças Militares da Colômbia após sobreviverem sozinhas por 40 dias na selva. Os irmãos viram a mãe morrer e moveram o corpo: a mulher ferida na queda do avião monomotor ficou viva por apenas quatro dias, segundo relato do pai, Manuel Ranoque.

No acidente também morreram uma liderança indígena e o piloto. As crianças comeram frutas, beberam água da chuva e usaram os kits de sobrevivência deixados pelos militares, ajudados pela irmã mais velha, Lesly Mucutuy, de 13 anos. Levado por soldados e indígenas, o cachorro Wilson, um pastor belga, foi o primeiro a localizar os irmãos, seguindo as pistas dos abrigos improvisados, e continua desaparecido. Em 1955, outra história incrível de resistência em condições extremas de fome e medo foi publicada em capítulos no jornal El Espectador, escrita por um jovem repórter colombiano, Gabriel García Márquez (1927-2014). Mais tarde a história se transformou no livro Relato de um Náufrago e seu autor conquistou o Nobel de Literatura pelo conjunto da obra.

Alemanha busca profissionais. Se você fala alemão, está aprendendo ou se interessa em estudar o idioma, já soma pontos na disputa por vagas. A Alemanha enfrenta um grave problema de falta de mão-de-obra em diversas áreas, tanto que neste mês uma comitiva do governo alemão veio ao Brasil para atrair profissionais.

Há oportunidades para enfermeiros, cuidadores, profissionais de TI (tecnologia da informação), arquitetos, engenheiros, motoristas, cozinheiros e professores de ensino fundamental, entre outras profissões. O processo toma tempo e dinheiro na tradução de documentos (da escolaridade, por exemplo), mas considere as vantagens: o país é uma das maiores economias do mundo, preza a democracia, incentiva o acesso à educação, à cultura local e dos imigrantes. Veja aqui as etapas para o visto de trabalho e as agências onde procurar emprego nas cidades alemãs.



[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here