PL do Aborto: a penitência de quem se cala na Matrix da ignorância

0
47

-Você defende o aborto! Abortista!!

Vociferava o amiguinho de bem, destas pessoas cheias de bons modos, valores e exemplo moral para a humanidade.

Eu já nem me presto a responder alguns extremos deste “extremismo extremista”, obtuso, burro, irracional, que afeta boa parte do imaginário nacional.

Menos ainda se faz necessário debater ponto a ponto, termos, artigos, bases deste Projeto de Lei medíocre, canalha, pois isto já foi desmontado, tecnicamente, em larga escala.

Aqui, quero tratar da reverberação, dos canais que propiciam este texto apócrifo alcançar tamanha amplificação junto a setores da sociedade.

E aí, “meus santos”, povo abençoado e escolhido, não dá para retirar a carapuça da religião, ou religiosidade praticada aqui entre os trópicos.

E nem me venham com “penitência” apenas ao evangelismo neopentecostal brasileiro e seus falsos profetas de espada em punho.

O que fez a CNBB e seus bispos, que desde antes de qualquer Malafaia, Maltas, Sóstenes e afins se julgam juízes do mundo? Notinha de apoio a PL do aborto, claro…

É uma rasura de conceitos, argumentações demagogas, pautadas em dogmas religiosos, policiamento penal e pânico moral.

Nos rendemos, ou nos renderam de vez às trevas ideológicas.

Idade média é mato aqui no século XXI.

As narrativas baseadas em frases de efeito, soluções radicais, violentas, absolutistas e persecutórias ditam o rumo destes novos/velhos tempos.

 

Ninguém aprofunda nada.

É como se a vida fosse um texto denso, complexo como exige algo desta dimensão terrena e além, mas a imensa maioria quisesse decifrá-la lendo apenas o enunciado.

E o pior, a manchete desta VIDA MODERNA é daquelas sensacionalista, em busca apenas de likes  e cliques.

Todo mundo preso nesta Matrix da ignorância.

Trocando em miúdos, traduzindo este “textão” aos preguiçosos, apressadinhos, fanáticos e superficiais de plantão…

Simples, como alguém em sã consciência, no uso normal e total das suas faculdades mentais se alinha, apóia este Projeto de Lei?

Esmiuçando ainda mais…

A mulher que se valer do seu direito constitucional e praticar aborto (casos de estupro, risco a mãe etc) tem pena prevista maior do que um eventual estuprador…

Incluindo menor de idade, que sofreriam com penas sócio-educativas.

É a categórica criminalização da mulher!

Típico desta gente misógina, que adora “tomar conta da vida dos outros”, impondo suas frágeis crenças, hipócritas costumes, misturando fé e lei…

 

Mais que isso, covardes.

Cortam direitos, reduzem conquistas do outro, enquanto permanecem em suas zonas de conforto, muitas vezes praticando/patrocinando, à surdina, o que condenam publicamente.

Sem nenhuma tergiversação.

-Arrudeando é o termo mais adequado. Por sinal, agora quem ta arrudeando é você, que disse que não falaria muito do projeto…

Ok, censor, vamos aos “finalmente”…

Ao detrator, responsável pelos xingamentos que abre esta missiva, informo que “nunca abortei”.

Sou pai de dois, vou para o terceiro filho, mas defendo direitos além da minha realidade, contexto, conjuntura, desejo etc…

 

Marcos Thomaz

*Este espaço é opinativo. As ideias e conceitos neles contidos não representam o pensamento e linha editorial do site, mas refletem a opinião pessoal do autor

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here