Cinco serviços que o SUS tem e você precisa conhecer

0
69

O SUS (Sistema Único de Saúde) é um sistema público que garante à população acesso integral, universal e gratuito a serviços de saúde. Além de oferecer diagnóstico e tratamento de doenças nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), o SUS também disponibiliza as PICS (Práticas Integrativas e Complementares), que são abordagens terapêuticas que visam prevenir e promover a saúde, enfatizando a escuta acolhedora e a construção de laços terapêuticos.

As PICS fazem parte das práticas denominadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como MTCI (Medicinas Tradicionais, Complementares e Integrativas), que reconhecem a importância do conhecimento tradicional e da diversidade cultural para a saúde. Segundo a OMS, as MTCI podem contribuir para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, especialmente no que se refere à redução das desigualdades, ao fortalecimento da participação social e à promoção do bem-estar para todos.

No Brasil, existem 8.239 postos de saúde na atenção primária que ofertam atendimentos individuais e coletivos em PICS, espalhados pelos 27 estados e Distrito Federal. Esses serviços são regulamentados pela Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), que foi instituída em 2006 e ampliada em 2017 e 2018, incorporando 29 práticas ao SUS. Neste artigo, vamos conhecer seis dessas práticas e seus benefícios para a saúde.

Meditação

A meditação é uma prática mental individual milenar, descrita por diferentes culturas tradicionais, que consiste em treinar a focalização da atenção de modo não analítico ou discriminativo, a diminuição do pensamento repetitivo e a reorientação cognitiva, promovendo alterações favoráveis no humor e melhora no desempenho cognitivo.

A meditação amplia a capacidade de observação, atenção, concentração e a regulação do corpo-mente-emoções; desenvolve habilidades para lidar com os pensamentos e observar os conteúdos que emergem à consciência; facilita o processo de autoconhecimento e autocuidado; e aprimora as interrelações – pessoal, social, ambiental.

A meditação pode ser praticada por qualquer pessoa, independentemente de idade, sexo, religião ou condição física, e pode trazer benefícios para diversas condições de saúde, como ansiedade, depressão, dor crônica, hipertensão, insônia, estresse, entre outras. Além disso, a meditação pode melhorar a qualidade de vida, a autoestima, a criatividade, a memória, o aprendizado e a resiliência.

Yoga

O yoga é uma prática corporal e mental de origem oriental utilizada como técnica para controlar corpo e mente, associada à meditação. Apresenta técnicas específicas, como hatha-yoga, mantra-yoga, laya-yoga, que se referem a tradições especializadas, e trabalha os aspectos físico, mental, emocional, energético e espiritual do praticante.

O yoga envolve posturas, respirações, relaxamentos, gestos, sons, concentrações e meditações, que visam harmonizar o ser humano com o meio ambiente e consigo mesmo. Entre os principais benefícios obtidos por meio da prática do yoga estão a redução do estresse, a regulação do sistema nervoso e respiratório, o equilíbrio do sono, o aumento da vitalidade psicofísica, o fortalecimento do sistema imunológico, o aumento da capacidade de concentração e de criatividade, melhoria dos quadros de humor, o que reverbera na qualidade de vida.

O yoga pode ser praticado por pessoas de todas as idades e condições físicas, desde que respeitando os limites e as necessidades de cada um. O yoga pode auxiliar no tratamento de diversas doenças, como asma, bronquite, diabetes, obesidade, hipertensão, problemas cardíacos, digestivos, renais, osteomusculares, neurológicos, entre outros. Além disso, o yoga pode prevenir e aliviar o estresse, a ansiedade, a depressão, a síndrome do pânico, o transtorno obsessivo-compulsivo, entre outros.

Homeopatia

A homeopatia é uma abordagem terapêutica de caráter holístico e vitalista que vê a pessoa como um todo, não em partes, e cujo método terapêutico envolve três princípios fundamentais: a Lei dos Semelhantes; a experimentação no homem sadio; e o uso da ultra diluição de medicamentos.

A Lei dos Semelhantes afirma que uma substância capaz de produzir determinados sintomas em uma pessoa saudável pode curar esses mesmos sintomas em uma pessoa doente, se administrada em doses mínimas. A experimentação no homem sadio consiste em testar as substâncias em voluntários saudáveis, observando os efeitos que elas provocam. O uso da ultra diluição de medicamentos se baseia na ideia de que quanto mais diluída e dinamizada (agitação) uma substância estiver, maior será sua capacidade de estimular a reação do organismo.

A homeopatia envolve tratamentos com base em sintomas específicos de cada indivíduo e utiliza substâncias altamente diluídas que buscam desencadear o sistema de cura natural do corpo. Os medicamentos homeopáticos da farmacopeia homeopática brasileira estão incluídos na Rename (Relação Nacional de Medicamentos Essenciais) e são distribuídos gratuitamente pelo SUS.

A homeopatia pode ser utilizada para tratar diversas doenças agudas ou crônicas, como alergias, infecções, inflamações, problemas respiratórios, digestivos, hormonais, emocionais, entre outros. Além disso, a homeopatia pode prevenir doenças, fortalecer o sistema imunológico, equilibrar o organismo e promover o bem-estar.

Acupuntura

A acupuntura é uma tecnologia de intervenção em saúde que faz parte dos recursos terapêuticos da medicina tradicional chinesa e estimula pontos espalhados por todo o corpo, ao longo dos meridianos, por meio da inserção de finas agulhas filiformes metálicas, visando à promoção, manutenção e recuperação da saúde, bem como a prevenção de agravos e doenças.

A acupuntura se baseia na teoria de que o corpo humano é um sistema de energia, chamada de Qi, que circula pelos meridianos, que são canais que conectam os órgãos internos e as partes externas do corpo. Quando o fluxo de Qi está equilibrado, o corpo está saudável. Quando o fluxo de Qi está bloqueado ou desequilibrado, o corpo manifesta doenças. A acupuntura busca restabelecer o equilíbrio do Qi, estimulando os pontos que correspondem aos órgãos afetados.

A acupuntura pode ser de uso isolado ou integrado com outros recursos terapêuticos da medicina tradicional chinesa ou com outras formas de cuidado. A acupuntura pode tratar diversas doenças, como dor, enxaqueca, artrite, tendinite, cólica, asma, sinusite, gastrite, ansiedade, depressão, insônia, entre outras. Além disso, a acupuntura pode melhorar a circulação sanguínea, a função imunológica, o humor, a qualidade de vida, entre outros.

Musicoterapia

A musicoterapia é uma prática expressiva integrativa conduzida em grupo ou de forma individualizada, que utiliza a música e/ou seus elementos (som, ritmo, melodia, harmonia) como forma de comunicação, expressão, aprendizagem, mobilização e transformação, visando à promoção, manutenção e recuperação da saúde, bem como a prevenção de agravos e doenças.

A musicoterapia se baseia na ideia de que a música é uma linguagem universal, que pode facilitar o contato, a interação, a integração e a inclusão social, além de estimular as potencialidades e habilidades

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here