Abastecer com etanol está mais vantajoso em 15 estados do Brasil

0
21

O preço do etanol hidratado (usado diretamente como combustível veicular) nos postos de combustíveis apresentou uma leve queda de 0,22% no período de 3 a 9 de novembro, em comparação com a semana anterior (27 de outubro a 2 de novembro), com valor médio de R$ 3,690 por litro — variação negativa de R$ 0,008. A princípio, as informações constam no levantamento exclusivo feito pela ValeCard, empresa especializada em soluções de mobilidade. Tudo isso com base em transações realizadas em mais de 25 mil estabelecimentos credenciados em todos os estados do Brasil.

Ao mesmo tempo, os dados mostram que as unidades federativas que registraram as maiores quedas foram Pará (-4,22%), Bahia (-3,45%) e Rio Grande do Norte (-2,97%).

Além disso, o menor preço médio foi registrado em Goiás, a R$ 3,481; na outra ponta, Amazonas apresentou a maior média, a R$ 4,598.

“Os preços do combustível renovável nos postos seguem refletindo os resultados acima do esperado na produção das usinas”, diz Brendon Rodrigues, Head de Inovação e Portfólio da ValeCard.

Crescimento de matéria-prima derruba preço do etanol

De acordo com a Unica, união das usinas produtoras de etanol, a moagem de cana-de-açúcar na segunda quinzena de outubro registrou crescimento de 8,06%, na comparação com o mesmo período do ciclo passado. Foram processadas 34,56 milhões de toneladas contra 31,98 milhões. No acumulado da safra 23/24, a moagem atingiu 560,54 milhões, ante 491,46 milhões de toneladas registradas no mesmo período no ciclo 22/23 – avanço de 14,06%. Em outubro, as vendas de etanol hidratado apresentaram crescimento de 29,33%, totalizando 1,84 bilhão de litros.

A oscilação de preços influi diretamente na decisão de motoristas que possuem carros com motores flex. Segundo a ValeCard, para que o uso de etanol hidratado compense financeiramente em relação à gasolina, descontando fatores como autonomias individuais de cada veículo, o preço do litro do combustível renovável deve ser igual ou inferior a 70% do preço do litro do combustível fóssil.

Considerando essa metodologia, na primeira semana de novembro valeu a pena abastecer com etanol nas seguintes unidades federativas: Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Sul, Sergipe e São Paulo.

Preço médio do litro do etanol hidratado (R$) – 2023

 

UF

3 a 9 de novembro 27 de outubro a 2 de novembro Variaçã  (R$)             Variação  (%)
AL 4,335 4,378 -0,043 -0,97%
AM 4,598 4,596 0,002 0,05%
BA 4,047 4,191 -0,145 -3,45%
CE 4,436 4,458 -0,022 -0,49%
DF 3,718 3,740 -0,022 -0,59%
ES 4,450 4,392 0,058 1,33%
GO 3,481 3,512 -0,031 -0,88%
MA 4,526 4,303 0,223 5,17%
MG 3,798 3,796 0,002 0,06%
MS 3,858 3,871 -0,014 -0,35%
MT 3,513 3,499 0,015 0,42%
PA 3,865 4,035 -0,170 -4,22%
PB 4,079 4,150 -0,071 -1,71%
PE 4,119 4,144 -0,025 -0,61%
PI 3,840 3,873 -0,032 -0,84%
PR 3,930 3,974 -0,044 -1,11%
RJ 4,047 4,045 0,002 0,04%
RN 4,238 4,367 -0,130 -2,97%
RS 4,185 4,193 -0,008 -0,18%
SC 4,303 4,269 0,034 0,80%
SE 4,015 3,969 0,046 1,17%
SP 3,551 3,550 0,001 0,02%
TO 4,238 4,229 0,010 0,23%

Fonte: ValeCard

 

Comparação entre preços da gasolina e do etanol

Estado Gasolina Etanol Percentual (etanol/gasolina)
AL 6,195 4,335 70%
AM 6,413 4,598 72%
BA 6,01 4,436 74%
CE 6,071 3,718 61%
DF 5,686 4,45 78%
ES 6,114 3,481 56%
GO 5,652 4,526 80%
MA 5,873 3,798 65%
MG 5,919 3,858 65%
MS 5,891 3,513 60%
MT 6,1 3,865 63%
PA 6,478 4,079 63%
PB 5,852 4,119 70%
PE 5,863 3,84 65%
PI 5,848 3,93 67%
PR 5,874 4,047 69%
RJ 5,833 4,238 73%
RN 5,715 4,185 73%
RS 5,734 3,551 62%
SC 5,785 4,238 73%
SE 6,412 4,418 69%
SP 5,702 3,576 63%
TO 6,206 4,447 72%

Fonte: ValeCard

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here