Polícia suspeita de que motorista desaparecido pode ter forjado o próprio sequestro para ficar com dinheiro do resgate

0
58

O desaparecimento do vigilante e motorista de aplicativo, ocorrido na madrugada de quinta-feira (19), em uma chácara na zona rural de Palmas, tomou um rumo inesperado. A polícia agora suspeita que o homem de 33 anos possa ter planejado seu próprio sequestro e usado o dinheiro do resgate.

A esposa do motorista foi quem comunicou o desaparecimento às autoridades, relatando que ele não havia retornado desde que saiu para trabalhar na noite de quinta-feira. Durante seu período desaparecido, o próprio homem teria entrado em contato com a família, exigindo um resgate de R$ 1 mil, valor que foi, de fato, pago, conforme informado pela polícia.

Como evidência desse suposto sequestro, foram enviadas à família fotos do motorista ao lado de seu veículo. O carro, que estava equipado com um sistema de rastreamento, foi encontrado na sexta-feira (20) em uma área de mata nas proximidades da TO-010.

A reviravolta na história aconteceu na manhã de sábado (21), quando o vigilante foi localizado por agentes da Guarda Metropolitana de Palmas e do batalhão ambiental da Polícia Militar em uma chácara na zona rural da cidade. Ele foi posteriormente conduzido à central de flagrantes da Polícia Civil, onde chegou já sob custódia.

A polícia continua a investigar os detalhes do caso, incluindo o destino do dinheiro do resgate. Até o momento, o homem não enfrenta acusações formais, mas, caso a família decida registrar uma queixa, ele poderá ser enquadrado por estelionato.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here