Câmara de Campinas rejeita criação de comissão que pretendia investigar vereador do PSOL em caso de invasão

0
7

[ad_1]

Por 15 votos contra oito e duas abstenções, denúncia não foi aceita, e pedido de abertura de Comissão Processante foi arquivado

Diretoria de Comunicação Institucional da CMC/DivulgaçãoCâmara de Campinas
Câmara de Campinas rejeitou pedido para criação de comissão que poderia investigar vereador do PSOL

A Câmara Municipal de Campinas rejeitou nesta quarta-feira, 10, o pedido de abertura de uma Comissão Processante (CP) que teria o intuito de investigar uma denúncia de quebra de decoro parlamentar contra o vereador Paulo Bufalo (PSOL). O pedido foi protocolado pelo empresário Álvaro César Iglesias para apurar a conduta do parlamentar no caso da invasão do imóvel de sua propriedade, localizado na Rua Delfino Cintra, no bairro Botafogo, na semana passada. Por 15 votos contra oito, além das duas abstenções, o plenário rejeitou a criação da Comissão Processante. Com isso, o pedido para que a CP fosse criada foi arquivado. Para que fosse criado, o requerimento para instalação do colegiado precisaria do apoio da maioria simples dos membros da Câmara de Campinas no momento da votação.

Como a Jovem Pan mostrou, Iglesias pediu a abertura de um processo contra o parlamentar do PSOL. O empresário conta que, após ser alertado por vizinhos sobre a ocupação, o filho dele, o empresário Álvaro César de Camargo Andrade Iglesias, foi até o local e chamou a Polícia Militar. “Solicitou aos invasores que deixassem a propriedade. Com gritos e xingamentos, os ocupantes ilegais rejeitaram a solicitação, obrigando o procurador a recorrer, tanto à Polícia Militar, quanto a Civil, e registrar a ocorrência”, diz no pedido enviado à Câmara. O filho do proprietário do imóvel ainda disse ter encontrado o vereador Paulo Búfalo, que apoiava o movimento, usando o carro oficial da Casa de Leis de Campinas. Os dois discutiram. “Utilizando carro oficial dessa Câmara, trazia mais pessoas para a ocupação”, comenta em outro trecho da denúncia. De acordo com o empresário, o imóvel está desocupado devido a crise financeira causada pela pandemia, além de ter frisado que os impostos municipais estão pagos, e que a documentação está regularizada.

Na segunda-feira, 8, o programa Os Pingos Nos Is, da Jovem Pan, mostrou o vídeo em que o empresário Álvaro César Iglesias discute com o vereador Paulo Bufalo. “Em vez de estar trabalhando pela cidade, você está fazendo esse tipo de coisa. Usando carro público, dinheiro público, Você recebe salário do IPTU que pago naquele imóvel”, diz o empresário sobre a atitude do vereador de apoiar a invasão. Na sequência, Paulo Bufalo confirma que é “para apoiar o movimento”, que segundo ele, traz “dignidade para a luta das mulheres na cidade”, fala. “Me chamaram e eu vim apoiar”, acrescenta. O parlamentar ainda fala que essa “é a minha lógica”. Os dois seguem com o bate-boca no meio da rua e o empresário completa dizendo que Paulo Bufalo foi eleito para apoiar invasão. Nas redes sociais, Álvaro condenou a atitude do vereador. Nas imagens, ele mostra Paulo Bufalo, um segundo homem que acompanha o parlamentar, além de outras duas pessoas que estão dentro do veículo oficial da Câmara de Campinas. “Eles estão apoiando invasão de propriedade privada. A alegação aqui é de que o imóvel está desocupado sem algum fim social. Esse imóvel está com todo IPTU quitado, fica à disposição para quem quiser consultar”, comenta.



[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here