Trump cresce nas pesquisas e amplia favoritismo na indicação à disputa presidencial dos EUA

0
5

[ad_1]

Ex-presidente aparece com 52% de apoio do eleitorado conservador, enquanto o segundo colocado, Ron DeSantis, é o preferido por 22,9%; Partido Republicano escolherá seu representante em 2024

KAMIL KRZACZYNSKI / AFPdonald trump
Donald Trump lançou candidatura para concorrer a presidência em 2024

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ampliou seu favoritismo pela indicação do Partido Republicano para a eleição presidencial que ocorrerá em 2024. O levantamento realizado pelo agregador de pesquisas norte-americano, FiveThirtyEight, mostra que o antecessor de Joe Biden segue em franca ascenção entre o eleitorado conservador e cresceu 6,4% desde o dia 19 de março. Dois meses atrás, Trump aparecia com 45,6% nas intenções de voto entre os filiados entre os republicanos e, em 3 de maio, o número passou para 52%. A pré-candidatura de Trump à presidência dos Estados Unidos foi anunciada no dia 28 de janeiro. No entanto, o indicador utiliza métricas que baseiam-se nas médias das pesquisas de intenção de voto dos norte-americanos a Donald Trump, Ron DeSantis, Niki Haley e Mike Pence. Demais candidatos obtiveram números insuficientes nas outras pesquisas e, por isso, não apareceram no agregador.

Após a liderança isolada de Trump, com mais de 50% da preferência do eleitorado conservador, aparece Ron DeSantis, com menos da metade das intenções de voto, sendo 22,9% – são 29 pontos percentuais atrás de Trump. Em seguida, aparecem Pence – que é ex-vice-presidente na gestão Trump -, e Haley, com 6,4% e 3,8%, respectivamente. Os resultados mostram que os problemas que o ex-presidente enfrenta na Justiça não são um problema entre os republicanos, já que Trump é acusado pelo Tribunal Criminal de Manhattan, em Nova York, de pagar US$ 130 mil à ex-atriz de filmes adultos, Stormy Daniels, para que a artista não divulgasse uma suposta relação entre os dois.

Além do possível suborno, o republicano ainda enfrenta outros três processos criminais e quatro civis na Justiça dos Estados Unidos, sendo uma tentativa de anulação das eleições de 2020 – quando este perdeu para Joe Biden -, uma possivel participação na invasão ao Capitólio e acusações de estupro e difamação contra a jornalista Elizabeth Jean Carroll. No entanto, quem vencer as prévias realizadas no partido Republicano – entre Trump, franco favorito; Nikki Haley, ex-governadora do Estado da Carolina do Sul; Ron DeSantis, governador da Flórida; e Mike Pence, ex-vice-presidente; deverá enfrentar Joe Biden em sua tentativa de reeleição como mandatário da Casa Branca em 2024.



[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here