MP-RJ denuncia oito pessoas por morte de garota prensada por carro alegórico na Sapucaí

0
9

[ad_1]

Acidente aconteceu durante dispersão do desfile da escola de samba Em Cima da Hora no carnaval de 2022; segundo o MP, desfile descumpriu diversas normas de segurança

Reprodução/Facebook/@diegojuradoImagem focada no rosto de Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, morta em acidente bi Caranaval carioca
Raquel Antunes chegou a ser socorrida e encaminhada para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) indiciou oito pessoas por homicídio culposo pela morte de Raquel Antunes, garota de 11 anos que foi esmagada por um carro alegórico contra um poste no Carnaval de 2022. Segundo o MP-RJ, o desfile da escola de samba Em Cima da Hora desobedeceu diversas normas de segurança, o que provocou a tragédia. O caso aconteceu na Marquês de Sapucaí durante a dispersão do desfile da escola de samba Em Cima da Hora, quando o caminhão que rebocava uma alegoria prensou o corpo da jovem contra um poste de iluminação. A garota foi socorrida e levada ao Hospital Souza Aguiar, onde teve membros amputados. Entretanto, a jovem não sobreviveu. Dentre os denunciados, estão o ex-presidente da escola de samba, o motorista do caminhão e o ex-presidente da Liga de Acesso do carnaval carioca. Em fevereiro de 2023, a polícia do Rio de Janeiro indiciou cinco pessoas por homicídio doloso, quando há intenção de matar. Entretanto, o MP-RJ teve um entendimento diferente, incluindo outras três pessoas na denúncia e mudando a acusação para homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Os três novos indiciados são dois membros da comissão de dispersão que não estavam no local no momento do acidente e um guia do caminhão que rebocava a alegoria. Os três foram indiciados após um aprofundamento das investigações das autoridades.

Confira reportagem na íntegra:

*Com informações do repórter Rodrigo Viga



[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here