Marcinho, do América-MG, é condenado por atropelamento que matou casal de professores

0
8

[ad_1]

Jogador perdeu a habilitação por três anos e seis meses e vai cumprir a pena com prestação de serviços

Reprodução/ Mourão Panda/América-MG
marcinho, américa-mg
Antes de contratar Marcinho, torcida do América-MG fez campanha para clube desistir

O lateral direito, Marcinho, que atua no América-MG, foi condenado a três anos e seis meses de prisão em regime aberto pelo atropelamento e morte do casal de professores Maria Cristina José Soares e Alexandre Silva de Lima. A sentença foi determinada pelo juiz Rudi Baldi Loewenkron, da 34ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Marcinho também perderá sua habilitação pelo mesmo período especificado da pena, no entanto, o jogador teve a prisão revertida em prestação de serviços a entidades que o Tribunal indicar. O acidente aconteceu no dia 30 de dezembro de 2020, por volta das 20h30 (horário de Brasília), na zona oeste do Rio. Marcinho estava a uma velocidade entre 86 km/h e 110 km/h onde o máximo era 70 km/h. Ele atingiu o casal e não prestou socorro. Antes do acidente, o jogador estava em um restaurante e consumiu cinco tulipas de chopp. Quando o América-MG mostrou interesse pela contratação do lateral, a torcida fez forte campanha contra, mas não foi ouvida. Até o momento o clube não se pronunciou sobre o assunto.



[ad_2]

Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here